Páginas

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

RESENHA CRITICA DO LIVRO “O MONGE E O EXECUTIVO” TÂNIA KUMMER



UNIVERSIDADE DE CUIABÁ
FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTABÉIS

 
RESENHA CRITICA DO LIVRO “O MONGE E O EXECUTIVO”
TÂNIA KUMMER
















SORRISO-MT
2012/2
TÂNIA KUMMER











“RESENHA CRITICA DO LIVRO “O MONGE E O EXECUTIVO”






Resenha crítica apresentada ao curço de Ciências Contabéis da Universidade de Cuiabá,como registro parcial para obtenção do grau de Bacharel em Ciências Contabéis sob orientação do Prof.Esp.Jazon Pereira.








Sorriso – MT
2012/2


APRESENTAÇÃO

James C.Hunter é consultor-chefe da J.D.Associados, uma empresa de consultoria na área de RH e treinamento.Com mais de 20 anos de experiência,Hunter desenvolveu uma carreira como instrutor, palestrante e escritor.
Jemes escreveu dois livros sendo eles “O monge e o executivo”, considerado um dos melhores fenômenos da literatura de negócios nos últimos anos, e “Como se tornar um Líder servidor”.







RESENHA CRÍTICA

O Monge e o executivo conta a historia de John, um empresário bem sucedido, casado e pai de dois filhos, ele aparentemente tinha uma vida boa, mais nem tudo é  o que parece ser, John estava passando por alguns problemas tanto na sua vida profissional como na vida pessoal, sua esposa Rachel não estava muito feliz com o casamento, e John decidiu ir falar com o Padre que o aconselhou a participar de uma semana de reflexão com a ajuda de sua esposa John acabo decidindo ir. Então foi a um mosteiro ao norte de Michigan, onde conheceu um monge que é ex-presidente de uma multinacional e largo tudo para trás para viver no mosteiro.
James Hunter mostra nesse livro a diferença entre líder e liderar, poder e autoridade, influência e relacionamento.
O Líder exercer influência sobre as pessoas precisa estar disponível para todos, isso requer uma enorme doação, o trabalho do líder é mostrar a distancia entre seu desempenho e o desempenho esperado pela empresa. Ouvir é uma habilidade importante para um líder.
Liderança pode ser definida como uma habilidade de influenciar pessoas para atingir objetivos para o bem comum. Liderar é influenciar os outros, mais para compreender melhor como se desenvolve a influencia, precisamos saber qual a diferença entre poder e autoridade. Liderar é diferente de gerenciar, gerente gerencia coisas e não pessoas.
Poder é forçar ou coagir alguém para fazer a sua vontade, mesmo contra a vontade dela, e autoridade é a habilidade de levar as pessoas a fazerem a sua vontade pela influencia pessoal que você exerce sobre ela.
 De outra maneira, podemos diferenciar que o poder pode ser vendido e comprado, e a autoridade não. Autoridade é como você é como pessoa. Podemos fazer muitas coisas sem usar a violência, apenas tendo influencia.
Para que não exista má qualidade e coisas indesejáveis deveram observar o relacionamento, mais não se concentrar só nisso, o líder deve cumprir suas tarefas, para ter uma liderança assegurada, e antes de promover alguém se deve observar o seu relacionamento com os demais. Um ingrediente importante para se ter um relacionamento bem-sucedido é a confiança. Segundo Hoffman devemos tratar as pessoas da mesma maneira que gostaríamos de ser tratados.
Para se ter clientes satisfeitos devemos ter qualidade de serviços e preços, um relacionamento saudável entre cliente e fornecedor é necessário para uma saúde duradoura em qualquer organização, os lideres eficientes compreendem isso.
Tem alguns paradigmas que devemos desafiar, uma organização deve sempre desafiar suas crenças e velhas maneiras de fazer as coisas, por que se não a concorrência e o mundo simplesmente a ultrapassam.
O líder deve sempre se preocupar mais com as necessidades do que com as vontades, vontade é um anseio que não considera as consequências, e uma necessidade é uma exigência para o bem-estar do ser humano. Pessoas diferentes têm necessidades diferentes, e nesses casos o líder deve ser flexível. O líder deve incentivar e dar condições para que as pessoas se tornem pessoas melhores.
A verdadeira liderança é difícil e requer muito esforço, intenções sem ações não servem para nada, quando as ações estiverem de acordo com as intenções, é que teremos um líder coerente e harmonioso, e assim tendo um exemplo de como liderar com autoridade.
Portanto serviço e sacrifício dependem de um monte de coisas, e o amor também é fundamental, o amor é sempre fundamental na vontade, quando John retornou a sua casa e deu um abraço bem bom em Rachel ele disse que seria apenas o começo de uma nova jornada, e o livro nos mostra muitas coisas do nosso dia-a-dia e como podemos nos tornar pessoas melhores.
.
.








REFERÊNCIA

HUNTER,James C.O Monge e o Executivo:Uma história sobre a essência da Liderança.Editora Sextante,Rio de janeiro,RJ.2004









Nenhum comentário:

Postar um comentário