Páginas

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

CLODIMAR PACHECO / RESENHA CRÍTICA DO LIVRO “O MONGE E O EXECUTIVO” Uma história sobre a essência da liderança



FACULDADE DE SORRISO – FAIS
CLODIMAR PACHECO

RESENHA CRÍTICA DO LIVRO “O MONGE E O EXECUTIVO”
Uma história sobre a essência da liderança









SORRISO (MT)
2012/2
CLODIMAR PACHECO








RESENHA CRÍTICA DO LIVRO “O MONGE E O EXECUTIVO”
Uma história sobre a essência da liderança


Trabalho apresentado a coordenação do curso de Ciências Contábeis “A” como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel Em Ciências Contábeis.
      Orientado pelo Prof.Esp. Jazon Pereira.








SORRISO (MT)
        2012/2
RESENHA CRÍTICA DO LIVRO “O MONGE E O EXECUTIVO”
Uma história sobre a essência da liderança


1) CREDÊNCIAIS DO AUTOR
James C. Hunte é consultor chefe da J.D. Associados, uma empresa de consultoria na área de RH e treinamento. Com mais de 20 anos de experiência, Hunter desenvolveu uma carreira como instrutor e palestrante.

2) RESUMO
O livro conta a história de um executivo bem sucedido chamado John Daily, o mesmo era gerente-geral de uma grande indústria que atuava na fabricação vidro, Jonh foi o mais jovem a exercer um cargo de tamanha expressão dentro da empresa, sob sua gerência eram mais de 500 funcionários.
John Daily no auge de sua carreira profissional parecia que não lhe faltava mais nada em sua vida, possuía uma situação financeira estável, casado com Rachel a 18 anos, ele formado em administração, ela em psicologia, ambos felizes até então, só lhes faltava a concretização de um sonho em suas vidas que era um filho, foi então que resolveram adotar um menino, visto que Rachel sofria com problemas de infertilidade, dois anos depois de adotarem um menino, Rachel ficou grávida e Sara nasceu.
Parecia uma familia feliz e realizada, entretanto John não se sentia assim por completo, existia um vazio em sua vida, o relacionamento com os filhos não estava nada bem, sua esposa Rachel da mesma forma, infeliz com a situação e além disso enfrentava uma crise no trabalho, problemas com funcionários, sindicatos, enfim, os problemas eram vários.  Até no time de beisebol no qual John era treinador a alguns anos como voluntário apresentou problemas.                                                                                                                            Depois de uma discussão com seu chefe, o mesmo lhe sugeriu alguns dias de folga para descansar, refletir sobre a situação em que se encontrava.
Naquele dia ao chegar em casa e expor o que havia acontecido para Rachel, ela teve a idéia de inscreve-lo num retiro espiritual em um Mosteiro administrados por monges, no início a idéia não foi bem recebida por John, no entanto aceitou somente para não contrariar sua esposa.
Chegando ao local do retiro Jonh estava mais interessado em conhecer Len Hoffmann, um conhecido e respeitado executivo muito famoso por recuperar empresas em declínio e torna-las em sucesso, autor de best-seller, recorde em vendas por muito tempo nos EUA, Hoffmann foi um lendário no mundo empresarial.
John ficou muito intrigado ao ficar sabendo que Len Hoffmann usava outro nome no mosteiro, agora ele se chamava Simeão. Essa informação deixara ainda mais ansioso por conhece-lo pelo fato que durante muito anos John vinha tendo sonhos com uma pessoa ao qual o nome também era Simeão, a coincidência era tanta que John ficara ainda mais apreensivo por conhece-lo.
Após se acomodar em seus aposentos, John conheceu seu colega de quarto, não chegou a conversar com ele pois já estava dormindo, no dia seguinte teve inicio ao seminário que contava com outras pessoas que participando do retiro, todos eram líderes bem sucedidos em suas profissões( gerentes, treinadores, militares), pessoas com alto grau de inteligência e sabedoria. No decorrer do evento aprenderam muita coisa sobre liderança, quais as decisões que devem ser tomadas no dia a dia de um líder, estudaram sobre a diferença entre poder e autoridade; Definição muito importante na administração de um líder que se difine o ” Poder” como:  Impor algo a ser feito mesmo contra a vontade de quem a faz, e “autoridade” como: Levar as pessoas a fazerem aquilo que você deseja pela sua influência, discutiram sobre o velho e o novo paradigma,  também foi fonte de estudos, a hierarquia das necessidades humanas de Maslow, estilos de lideranças, modelos de lideranças, qual o papel do líder, quem foi o maior lider de todos, ou seja, Jesus Cristo com seu modelo de liderança praticado até hoje através da “liderança, autoridade, serviço e sacrifício, amor e vontade”.

3) CONCLUSÃO
A historia contada no livro é de uma emoção tao grande que o leitor viaja para dentro dela, sentindo todas as emoçoes vividas pelos personagens e também algumas vezes raiva, no caso do personagem Greg (militar) por sua indelicadeza ou até mesmo pelo fato dele ser direto, falar o que pensa, doa a quem doer. O livro é excelente principalmente para nós acadêmicos os exemplos aqui ensinados será de grande valia não só no meio profissional, mas para nossa vida pessoal.
Os métodos de liderança mencionados são de muitos anos atrás, desde a época de Jesus Cristo até hoje.
Liderar é trabalhar em equipe, juntos buscar soluções, entender e compreeder as necessidades dos liderados, respeitar, servir, aceitar idéias, opinioes e acima de tudo ser humilde quando necessário reconhecer os erros e aprender com eles.


4) CRÍTICA:
Eu como acadêmico e leitor de primeira viagem achei o livro ótimo, muito bom,  posso dizer com orgulho que aprendi muita coisa através da leitura dessa história de sucesso e vou utilizar muitos desses ensinamentos na minha vida profissional e pessoal.
Aprendi e portanto agora sei a diferença entre poder e autoridade, “forçar alguém” e “fazer de boa vontade”.
Como citei acima, sou leitor de primeira viagem e em certos momentos da leitura não conseguia identificar quem falava na história, fora isto, a mensagem é magnifica.

5) REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
HUNTER,james C; O Monge e o executivo: uma história sobre a essência da liderança.Tradução de Maria Da Conceição D.De Magalhães;Editora Sextante,
Rio De Janeiro;2004,139p

Nenhum comentário:

Postar um comentário